MADEIRA NUA E CRUA: A GRAÇA DAS IMPERFEIÇÕES
Em painéis, móveis, paredes, portas, pisos... Quem deseja ambientes quentes e aconchegantes tem na madeira uma aliada de peso. Em projetos recentes, o material voltou a aparecer em versões cada vez mais naturais, com acabamentos quase imperceptíveis e às vezes até sem nenhuma camada de soluções protetoras, como seladores e vernizes. Quanto menos modificado, melhor. Assim, é possível notar o charme dos veios, as imperfeições e até o processo de envelhecimento conforme o uso e o passar do tempo.

A madeira natural pode compor ambientes de diferentes linguagens. Espécies mais escuras, com marcas aparentes de desgaste, misturadas com pedras, ferro e tecido, remetem ao rústico. No entanto, basta escolher um tipo de material mais claro e posicioná-lo ao lado de elementos limpos, com a predominância do branco, móveis e objetos de decoração com linhas retas e de estampas geométricas, para criar um clima moderno, resultando em uma decoração com referência no estilo escandinavo. Pura versatilidade.

CUIDADOS COM A LIMPEZA
A madeira combina com tudo e o que manda é a criatividade. Porém, ela exige atenção. Não deixe de fazer a manutenção correta para aumentar a durabilidade das peças. Confira as dicas:

1 Se você tiver escolhido o material cru, sem nenhum tipo de acabamento, a atenção deve ser redobrada. Qualquer líquido ou gordura que entrar em contato com a superfície vai penetrar os poros e manchar a peça. Evite em áreas molhadas.

2 A limpeza de móveis ou revestimentos de madeira deve ser feita apenas com um pano umedecido. Nada de encharcar o tecido e muito menos de usar produtos abrasivos.

3 Se a superfície estiver muito suja, é possível reforçar a limpeza com detergente neutro, mas em pouquíssima quantidade.

4 Esqueça o lustra-móveis. Com o tempo, esse tipo de produto cria uma camada espessa e tira a característica natural da madeira.

Fonte: Revista Casa e Jardim